sexta-feira, 4 de maio de 2012

Não há nada que me quebre mais a cabeça do que o sentimento de solidão.

1 comentário: